Economia & Energia
Ano XII-No 67
Abril - Maio 2008
ISSN 1518-2932

e&e  OSCIP

setae.gif (977 bytes)e&e in English

BUSCA

CORREIO

DADOS ECONÔMICOS

DOWNLOAD

OUTROS NÚMEROS

e&e  No 67

Apoio:


 

Página Principal

O Pré_Sal é nosso?

“Commodismo”
Pré-Sal e Desenvolvimento

Brasil - Energia e Competitividade

Remuneração do MWh Sucroalcooleiro e a Garantia da Modicidade Tarifária

Download:

bal_eec

Arquivo zipado do Balanço de Carbono gerando programa Excel com macros em Visual Basic que tem que ser ativadas para que o programa funcione

 

e&e por autor
e&e por assunto

http://ecen.com
Vínculos e&e

Veja também nosso suplemento literário

http://ecen.com/
jornalego

 

Revista e&e 67 versão em PDF

eee67p

_________________________________________________________

O Pré-Sal é nosso?

As recentes descobertas de petróleo na zona de pré-sal levantam questões  sobre o futuro da indústria de petróleo e gás no Brasil e de quem desfrutará de seus benefícios

Textos para Discussão

“Commodismo”, Pré-sal e Desenvolvimento

Carlos Feu Alvim e José Fantine

“O Brasil é um País essencialmente Agrícola” era a verdade econômica ensinada nos bancos escolares nos anos cinqüenta. Vivia-se ainda sob a influência do ciclo do café que havia sucedido a outros  baseados em produtos extrativistas ou agrícolas.  Hoje as commodities tendem a dominar nossas exportações e esta tendência pode se acentuar com a confirmação de grandes reservas de petróleo no Pré-sal. Cabe a pergunta:

O Brasil é e será um país essencialmente “commodista”?

No passado, muitos países usaram as riquezas naturais para alavancar seu desenvolvimento, já na segunda metade do século passado acreditou-se que os recursos naturais não contribuíam para o desenvolvimento e  até poderiam contribuir para contê-lo. Estaria o Brasil em condições de romper este paradoxo?

Brasil - Energia e Competitividade

João Antonio Moreira Patusco

A análise comparativa das matrizes de consumo de energia de diferentes grupos de países, complementada por indicadores de comércio externo de mercadorias mostra que o Brasil vem perdendo competitividade internacional. O problema parece ter estreita relação com o abordado no artigo sobre o "commodismo".

Instrumentos para Compatibilizar o Atrito entre Remuneração do MWh Sucroalcooleiro e a Garantia da Modicidade Tarifária

Nivalde J. de Castro,

Guilherme de A. Dantas e

André Luis Da S. Leite

A compatibilização entre a remuneração da energia gerada a partir de plantas sucroalcooleiras, que incentive a sua geração por parte dos agentes do setor, e a garantia de modicidade tarifária requer a adoção de medidas que harmonizem o conflito entre os objetivos do órgão regulador de determinar uma tarifa tal que estimule novos investimentos e que seja socialmente justa. A experiência internacional aponta para o fato de que a diversificação da matriz energética contribui expressivamente para que estes objetivos sejam alcançados.

Graphic Edition/Edição Gráfica:
MAK
Editoração Eletrônic
a

Revised/Revisado:
Monday, 28 May 2012
.

Contador de visitas