Economia & Energia
No 41: Novembro-Dezembro 2003  
ISSN 1518-2932

No 41setae.gif (977 bytes) English Version    Apoio:

BUSCA

CORREIO

DADOS ECONÔMICOS

DOWNLOAD

e&e ANTERIORES

e&e No 41

Página Principal

Inflação

O que afeta as Exportações Brasileiras?

Emissões Energéticas – Brasil 1970 / 2002

Alguns Índices de Inflação Brasileiros

Índices de Inflação Americana

 

e&e por autor
e&e por assunto

http://ecen.com
Vínculos e&e

Emissões Energéticas 1970/2002

Resumo.

1. Resultados

1.1 Resultados Globais

1.2 Emissões no Ano 2002

1.2.1 Emissões por Setor.

1.2.2 Emissões por Atividade e na Transformação

1.3 Emissões por Fonte de Energia.

1.3.1 Evolução das Emissões por Setor.

1.3.2: Evolução das Emissões por Atividade.

1.4 Evolução das Emissões por Fonte de Energia no Período 1970/2002 

1.4.1 Emissões por Energia Primária de Origem..

1.4.2 Emissões por Fonte de Energia.

2. O Programa benemis_e.

2.1 Conteúdo do Programa.

2.2 Os Coeficientes.

 

Emissões Energéticas 1970/2002

Convênio Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT 
e Economia e Energia -
e&e – ONG
No 01.0077.00/2002 e 01.0065.00/2003

Projetos: Estimativa das emissões de gases de efeito estufa derivadas
da queima de combustíveis fósseis no Brasil e
Balanço de Carbono
Executor: Economia & Energia  -  ONG

Pela e&e:

Coordenação: Carlos Feu Alvim

Equipe técnica:

Carlos Feu Alvim

Frida Eidelman

Omar Campos Ferreira

Pelo MCT

Supervisão: José Domingos Gonzalez Miguez

Equipe Técnica:

Branca Bastos Americano

 Newton Paciornik

 

Sumário

Resumo.

1. Resultados

1.1 Resultados Globais

1.2 Emissões no Ano 2002

1.2.1 Emissões por Setor.

1.2.2 Emissões por Atividade e na Transformação

1.3 Emissões por Fonte de Energia.

1.3.1 Evolução das Emissões por Setor.

1.3.2: Evolução das Emissões por Atividade.

1.4 Evolução das Emissões por Fonte de Energia no Período 1970/2002 

1.4.1 Emissões por Energia Primária de Origem..

1.4.2 Emissões por Fonte de Energia.

2. O Programa benemis_e.

2.1 Conteúdo do Programa.

2.2 Os Coeficientes.

 

Resumo

As emissões provenientes do uso e transformação de energia representam, na maioria dos países, a parcela mais importante do total dos gases que contribuem para o efeito estufa, que ocasiona o aquecimento da atmosfera.

Foram estimadas as emissões dos gases causadores do efeito estufa provenientes do uso de energia e transformação de energia no Brasil, no período 1970/2002. São apresentadas as emissões para os seguintes gases: Dióxido de Carbono (CO2), Metano (CH4), Óxido Nitroso (N2O), Monóxido de Carbono (CO), Óxidos de Nitrogênio (NOx), e Outros Compostos Orgânicos Voláteis, exceto Metano (NMVOCs).

As emissões foram calculadas através do programa benemis-e, desenvolvido pela Economia e Energia –ONG para o Ministério da.Ciência e Tecnologia. O programa parte dos dados do Balanço Energético Nacional – BEN, e dados de coeficientes de emissões, fornecidos pela equipe que elabora o inventário brasileiro dos gases causadores do efeito estufa.

São apresentados tabelas e gráfico dos seguintes resultados:

•Resultados globais

•Emissões no ano 2002

•Evolução das emissões por setor e atividade no período 1970/2002

•Evolução das emissões por fonte de energia no período 1970/2002

 

1. Resultados

1.1 Resultados Globais

A emissão dos principais gases considerados é apresentada na Tabela 1.1. Além dos resultados do programa, foram também incluídos na Tabela dados referentes à população e ao Produto Interno Bruto (PIB).

Tabela 1.1. Emissões Causadoras do Efeito Estufa, associadas ao Uso de Energia para anos selecionados (Emissões Brasil: 1970/2002)

 

Unidade

1970

1975

1980

1985

1990

1995

2000

2002

CO2

mil Gg/ano

221,2

282,6

334,5

363,0

374,9

422,3

480,2

507,1

CO2 *

mil Gg/ano

79,5

133,9

176,4

168,6

194,3

244,3

302,5

315,0

CH4

mil Gg/ano

0,27

0,32

0,33

0,36

0,33

0,27

0,27

0,28

N2O

mil Gg/ano

0,006

0,007

0,007

0,008

0,008

0,009

0,009

0,010

NOx

mil Gg/ano

0,6

1,0

1,2

1,3

1,4

1,7

2,1

2,2

CO

mil Gg/ano

14,9

17,3

15,6

14,0

13,9

12,6

13,4

13,9

CO *

mil Gg/ano

4,5

6,9

5,7

4,2

5,2

4,9

5,9

6,0

NMVOCs

mil Gg/ano

1,1

1,4

1,3

1,3

1,3

1,2

1,3

1,3

C

mil Gg/ano

67,8

85,9

99,2

106,3

109,5

121,7

137,9

145,5

C*

mil Gg/ano

24,7

40,9

51,9

49,1

56,5

69,9

86,3

89,7

habitantes

milhão

94,5

107,0

120,0

133,1

146,1

158,8

171,0

175,6

PIB

PIB(80)=100

43,6

67,5

100,0

113,7

123,6

143,8

160,8

165,7

PIB

US$bi(2000)

161,3

249,6

369,6

420,2

456,8

531,4

594,2

612,4

C*/US$ 

kg/US$

0,153

0,164

0,140

0,117

0,124

0,132

0,145

0,147

C*/hab

t/hab.ano

0,262

0,382

0,432

0,369

0,387

0,440

0,505

0,511

CO2*/US$

kg/US$

0,493

0,537

0,477

0,401

0,425

0,460

0,509

0,514

CO2*/habit

t/hab.ano

0,842

1,251

1,470

1,266

1,330

1,538

1,770

1,794

(*) Emissões excluindo biomassa

Foram apresentadas na Tabela 1.1 as emissões para todos os gases considerados no programa. Também são apresentados os dados para o dióxido de carbono com supressão da emissão da biomassa (CO2*), conforme recomendação do IPCC, e os dados sem essa supressão (CO2). Igualmente foram representados os dados para o CO que poderiam ser objeto da mesma discriminação já que, em poucos anos, o CO converte-se em CO2 anulando-se o seu efeito quando proveniente da biomassa (absorvido=emitido). Para os outros compostos de carbono (CH4 e NMVOCs), a dinâmica é mais complexa embora, no longo prazo, o CO2 resultante, quando proveniente de biomassa renovada, seja nulo. Como uma medida global dessas emissões, pode-se usar o carbono total. Na tabela, estão discriminados o carbono correspondente às emissões com combustíveis renováveis e o total.

Na Tabela 1.2 estão indicados os valores das taxas de crescimento dos parâmetros da tabela anterior.entre os anos considerados

Tabela 1.2. Taxas de crescimento anuais de parâmetros correspondentes a emissões causadoras do efeito estufa, associadas ao uso de e transformação de energia, para  períodos selecionados (Emissões Brasil: 1970/2002)

 

1970/75

1975/80

1980/85

1985/90

1990/95

1995/2000

2000/2002

CO2

5,0%

3,4%

1,6%

0,7%

2,4%

2,6%

2,8%

CO2 *

11,0%

5,7%

-0,9%

2,9%

4,7%

4,4%

2,0%

CH4

3,6%

0,4%

1,8%

-1,6%

-3,8%

-0,4%

2,2%

N2O

1,5%

1,1%

2,6%

-1,1%

2,1%

1,2%

4,4%

NOx

9,8%

4,6%

0,9%

2,0%

3,3%

4,8%

2,5%

CO

3,0%

-2,1%

-2,1%

-0,2%

-2,0%

1,4%

1,8%

CO *

8,9%

-3,6%

-6,0%

4,1%

-1,0%

3,9%

0,6%

NMVOCs

4,6%

-1,3%

-1,0%

0,6%

-1,8%

1,2%

0,6%

C

4,8%

2,9%

1,4%

0,6%

2,1%

2,5%

2,7%

C*

10,6%

4,9%

-1,1%

2,9%

4,3%

4,3%

2,0%

habitantes

2,5%

2,3%

2,1%

1,9%

1,7%

1,5%

1,3%

PIB

9,1%

8,2%

2,6%

1,7%

3,1%

2,3%

1,5%

PIB

9,1%

8,2%

2,6%

1,7%

3,1%

2,3%

1,5%

C*/US$ 

1,3%

-3,0%

-3,6%

1,2%

1,2%

2,0%

0,5%

C*/hab

7,8%

2,5%

-3,1%

1,0%

2,6%

2,8%

0,6%

CO2*/US$

1,7%

-2,3%

-3,4%

1,2%

1,6%

2,1%

0,5%

CO2*/habit

8,2%

3,3%

-2,9%

1,0%

3,0%

2,8%

0,7%

(*) Emissões excluindo biomassa

 

 

 

 

 

                                                                                                                                 

Nas Figuras 1.1 e 1.2 são mostrados os dados da emissão de gases em escala linear e logarítmica.

Figura 1.1 : Emissões de gases formadores do efeito estufa, sendo que a escala à direita representa as emissões de CO2. Os valores assinalados com (*) correspondem a emissão sem a contribuição da biomassa.

Figura 1.2 : Emissões de gases formadores do efeito estufa, em escala logarítmica, sendo que os valores assinalados com (*) correspondem a emissão sem a contribuição da biomassa.

Figura 1.3 : Emissões de CO2 por dólar (valores de 2000) e por habitante no período 1970 a 2002  

Figura 1.4: Emissões de carbono (carbono contido nas emissões causadoras do efeito estufa) por dólar (valores de 2000) e por habitante no período 1970 a 2002.  

As Figuras 1.3 e 1.4 mostram as emissões de CO2* e C* (valores sem considerar as emissões da biomassa) por habitante e por unidade de PIB. Pode-se observar que em virtude da alta dos preços de petróleo entre 1973 e 1986 houve uma queda de cerca de 20% das emissões por dólar de PIB. Os valores anteriores foram retomados nos últimos anos. Também a emissão por habitante de 1977 só foi alcançada 20 anos depois.

Em emissões de carbono por dólar (de PIB), como é mostrado na Figura 1.4, o Brasil ainda não superou os valores de 1980. Este fato é fundamentalmente devido aos programas de uso da biomassa desenvolvidos após as crises de preço do petróleo de 1973 e 1979 (notadamente álcool carburante) e, ultimamente, ao uso mais intensivo de gás natural.

1.2 Emissões no Ano 2002

Continuação

Graphic Edition/Edição Gráfica:
MAK
Editoração Eletrônic
a

Revised/Revisado:
Friday, 13 January 2006
.

Contador de visitas