eee2p.gif (2459 bytes)

Economia & Energia
No 31: Março-Abril 2002   ISSN 1518-2932

 e&e No 31setae.gif (977 bytes) English Version   

BUSCA

CORREIO

DADOS ECONÔMICOS

DOWNLOAD

e&e ANTERIORES

e&e No 31

Página Principal

Balanço Energético e de Emissões 

Álcool X MTBE

Dívida  Pública e Reservas do Brasil

http://ecen.com

Vínculos e&e

Matriz Energética e de Emissões

Download

Balanço Energético 1970/2000

Balanço Energético e de Emissões

Matriz Energética e de Emissões

Relatório Fina

Resumo Executivo

 

Voltar a Crescer

O cenário do Plano Decenal, com o Horizonte 2010, considerava como de crescimento moderado uma média de 4,7% para a primeira década desse século (e milênio). O baixo crescimento econômico em 2001 associado a uma crise de abastecimento de energia elétrica, contribuíram para frustrar esta expectativa. As perspectivas moderadas de crescimento para 2002 e o colapso econômico da Argentina não apontam para resultados muito superiores ao considerado de crescimento moderado ou cenário de referência naquele plano.

As projeções da e&e para a Matriz Energética não precisaram, até o momento de serem revistas. Em nosso livro Brasil: O Crescimento Possível (Editora Bertrand 1996). Com efeito, usando a concepção que serviu de base para nosso modelo  e para a transferência do exterior de 1,1% (como a verificada) projetávamos um crescimento de 3.0% (+/- 0.9%). O verificado até agora (1993 a 2001) foi de 2,85%. Muitos especulavam que o Brasil, na época, que o Brasil voltaria a crescer a mais de 6% ao ano, fruto da política de abertura que se delineava na redação do livro e que havia sido consolidada, na ocasião do lançamento do livro em 1994 . Pretendemos retomar o assunto e mostrar o que acertamos e no que erramos nessa projeção anterior para o período 1993/2003.

A abordagem do livro foi, de certa forma, inercial. Apresentamos algumas sugestões de otimização que ofereciam um moderado incremento de crescimento mas não configuravam um cenário do crescimento possível com uma mudança determinada do modelo de crescimento. Morta a utopia neoliberal como indutora do crescimento, está na hora de  


Graphic Edition/Edição Gráfica:
MAK
Editoração Eletrônic
a

Revised/Revisado:
Friday, 13 May 2011
.

Contador de visitas