eee2p.gif (2459 bytes)

Economia & Energia
No 26 - Maio- Junho 2001   ISSN 1518-2932

setae.gif (977 bytes) No 26 English Version  

   Novo: eee 27 preliminar
Faltam Investimentos
Falta Planejamento

BUSCA

CORREIO

DADOS ECONÔMICOS

DOWNLOAD

OUTROS NÚMEROS

e&e No 26

Página Principal

A Crise de Energia Elétrica - Causas e Soluções

Minimizando os Efeitos Negativos do Racionamento de Energia Elétrica

Valor Agregado por Setor e o Consumo de Eletricidade

Como lidar com o "Ano Seguinte"

Como Fica sua Conta de Luz Residencial

A Exportação de Produtos Intensivos em Eletricidade 

Informações Relevantes sobre o racionamento

O FENÔMENO ENERGÉTICO 
ou Salvem Nossos Netos

Efeito estufa e Consumo de Combustíveis

Dívida  Pública e Reservas do Brasil

Estaremos trabalhando nesta página durante a crise  (enquanto houver energia)

http://ecen.com

Vínculos e&e

Infome Político e Econômico no Brasil (em espanhol)


Livro de Visitas

Matriz Energética e de Emissões
http://ecen.com/matriz

 

 

O Racionamento e a e&e

O Racionamento de energia elétrica, na intensidade que deve ser implantado no Brasil resulta, além dos fatores climáticos, de falhas no Setor Elétrico em vários aspectos e na coordenação governamental, já que, assegurar a provisão de energia é dever do Estado Nacional. A nosso ver, o déficit de energia elétrica se insere na deficiência de investimentos que temos apontado como o maior entrave ao crescimento econômico brasileiro. Sem prejuízo de que se apure a parcela de culpa do atual governo e do próprio sistema implantado, interessa à Nação encontrar meios de minimizar as conseqüências da crise atual. 

Neste número. procuramos apresentar algumas sugestões visando cooperar na solução do problema. Será uma edição dinâmica em que iremos acrescentando nossas contribuições. 

Novo: A Crise de Energia Elétrica - Causas e Soluções

João Antonio Moreira Patusco, que há 25 anos coordena a elaboração do Balanço Energético Nacional BEN/MME, mostra com dados do Balanço a previsibilidade da crise, expõe suas inquietações sobre o planejamento do Setor Energético e sugere correções.

Velho: Em 21/06/1951 o Globo noticiava: Conselho Estende o Racionamento de Luz
AUTORIZADA A PRORROGAÇÃO DO RACIONAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA
Sou do tempo que o samba dizia "Rio de Janeiro, cidade que nos seduz, de dia falta água, de noite falta luz" agora tenho a prova no "O Globo" de 21/06/1951 

Conselho estende racionamento de luz
A sessão de ontem do Conselho Nacional de Águas e Energia Elétrica foi toda dedicada ao exame do relatório sobre a prorrogação do racionamento pleiteada pela Light. Esta pedia não somente mais seis meses de restrição, como também que se restabelecesse regime mais drástico, alegando que a situação exigia todas as precauções. Nesse particular insistia em que se abolissem os 10% de tolerância, dados aos consumidores pela Resolução no. 1 de fevereiro. Resolveu o plenário estender o racionamento até o último dia do ano, deixando de suprimir a taxa de tolerância. 

Minimizando os Efeitos Negativos do Racionamento de Energia Elétrica

Valor Agregado por Setor e o Consumo de Eletricidade

O consumo de energia por unidade de produto é muito diferente entre os setores. Existe um valor limite de redução do uso de energia em uma unidade de produção onde a atividade econômica correspondente é simplesmente suprimida e com ela o valor que agrega ao PIB. Se o corte de energia não levar em conta essa realidade haverá uma redução da atividade econômica quase na mesma proporção da redução do abastecimento da energia elétrica.

O ANO SEGUINTE

... ou da  necessidade de um Plano de Mobilização Energética para afastar o risco de uma nova crise em 2002.

O ano de 2002 vai se iniciar com um risco maior de desabastecimento que 2001. Uma série de medidas são necessárias para afastar o risco de um novo racionamento

A Exportação de Produtos Intensivos em Eletricidade é Coerente com a Geração Elétrica a partir de Gás Natural? 

A crise de energia elétrica nos leva a refletir sobre os rumos de nossa política energética em geral e da própria política econômica. Exportar produtos primários e semi-manufaturados é uma das sinas dos países em desenvolvimento. Além de perder-se a oportunidade de agregar valor, corre-se o risco de exportar energia de alta qualidade requerida na produção de tais artigos.

O FENÔMENO ENERGÉTICO ou Salvem Nossos Netos
Genserico Encarnação Jr  
Energia é a força vital do ser humano e da humanidade. Daí a abrangência dos termos energia e energético, que engloba além do seu significado básico, também o de dinamismo, firmeza, vigor, força moral e física, etc.

Como ficam Nossas Contas Residenciais

Para estimular o consumo o Governo estabeleceu uma escala progressiva que, combinada com prêmios a classes de menor consumo, objetivam estimular a todos a conter o uso de eletricidade. Verifique como fica sua conta. "Download" de arquivo Excel. eee_luz.xls
O bônus oferecido não corresponde a idéia original de que 1R$ economizado daria 1 R$ de desconto.

Progressos na Matriz Energética e de Emissões de Gases Causadores do Efeito Estufa

Em paralelo com a abordagem do racionamento, continuamos a apresentar os progressos realizados na matriz de emissões.

Efeito Estufa e Consumo de Combustíveis

O efeito estufa é hoje uma das principais preocupações de governos e de instituições internacionais ligadas ao problema ambiental. Estuda-se o efeito acumulado em 160 anos pelo consumo de combustíveis

Algumas Informações Relevantes

Plano de Redução Consumo e Aumento da Oferta de Energia - 
( Página ANEEL)
download direto

Página do OSN: O Operador Nacional do Sistema Elétrico ampliou consideravelmente as informações disponíveis em sua página na Internet. É, sem dúvida, um passo positivo na transparência dos dados que, na medida que seja mantido atualizado, oferece aos interessados. Transcrevemos lista de conteúdo do "site"

Boletim da Operação
Informações diárias e semanais da operação do sistema.

Síntese Gerencial da Operação
Visão resumida da operação na última semana e a previsão para a seguinte.

Acompanhamento Diário da Operação Hidroenergética
Principais resultados da operação dos reservatórios e da gestão das reservas hidroenergéticas do SIN.

Programa Mensal da Operação - PMO
Dados e diretrizes do PMO de Junho/2001.

Planejamento Energético Anual

Simulação de Tarifas
Simulações de tarifas de uso da transmissão.

 

Medida Provisória nº 2.152-2, de 1.6.2001| Cria e instala a Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica, do Conselho de Governo, estabelece diretrizes para programas de enfrentamento da crise de energia elétrica e dá outras providências. Publicada no DOU de 4.6.2001 (Edição extra) 

Decretos  - Medidas emergenciais de redução do consumo de energia elétrica logo_eb_top.gif (3641 bytes)
Câmara de Gestão da Crise
de Energia Elétrica
Nova página com muitas informações do Governo, incluindo decretos e resoluções

Resoluções - Resoluções da Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica

ENERGIA ARMAZENADA NOS RESERVATÓRIOS EM RELAÇÃO À MÁXIMA EM 17/08/01: Fonte ONS Veja Figura Resumo ONS

Subsistema Norte 84.06%
Subsistema Sudeste 25.04%
Subsistema Nordeste 18.87%
Subsistema Sul 93.24%

Graphic Edition/Edição Gráfica:
MAK
Editoração Eletrônic
a

Revised/Revisado:
Monday, 05 March 2007
.

Contador de visitas